Arquivo da tag: melhores séries de 2015

Mr. Robot

Retrospectiva 2015 – listas!

Aos 44’ do segundo tempo, estou cá com a Retrospectiva 2015 do blog. Quem é amigo sabe, mas quem não é, explico: o espaço passou boa parte do ano parado porque morei no exterior por um ano, fazendo uma especialização em jornalismo cultural, na Espanha. Nesse período, meus artigos foram escritos para a revista Cultura Joven – convido-os a visitar, tem muita coisa interessante lá. Pois bem, voltei a Natal em setembro e a retomada foi paulatina. Espero que em 2016 este canto esteja bem atualizado. É uma de minhas metas.

Madri me trouxe descobertas maravilhosas. A principal delas, talvez, de que é possível viver só e ser feliz. Fui feliz sendo estrangeira, fazendo amigos com uma cultura bastante diferente, estudando tudo e todos, provando cada sabor e cada arte. Foi magnífico!

Um dos passeios de que mais gostava era ir caminhando ao cinema perto de onde morava, o Verdi. Fiz isso semanalmente, e às vezes até duas vezes por semana. É maravilhoso morar numa cidade que respira cultura e que a respeita. Portanto, adianto aqui que minha retrospectiva terá muita coisa europeia, muita coisa espanhola. Faço o mea culpa. Mas ela serve também para dividir com os amigos um pouco do meu ano. Resolvi, com esse intuito, rever não só melhores filmes, mas séries que conheci (e inclusive as antigas, que via dubladas para aprender espanhol), exposições e clássicos espanhois que tive oportunidade de ver.

Espero que gostem. Comentem, dividam suas retrospectivas, compartilhem com os amigos. Um feliz 2016 para todos nós, com cultura transbordando em nossas almas!!

Melhores filmes:
Leviathan (Dir. Andrey Zvyagintsev)
Girlhood (Dir. Céline Sciamma)bandedesfilles1
El Clan (Dir. Pablo Trapero)
Hippocrate (Dir. Thomas Lilti)
Inside Out (Dir. Pete Docter e Ronnie Del Carmen)

Melhores filmes exibidos em sessões especiais:
Close Up (Dir. Abbas Kiarostami – Filmoteca Española)
Tubarão (Clássicos Cinemark)
Carlota Joaquina (Clássicos Cinemark)
Depois de Maio (Dir. Olivier Assayas – Filmoteca Española)
Grease (Dir.  Randal Kleiser – Sing Along Teatro Fígaro Madrid. Obs.: Mais pelo Sing Along e menos pelo filme, hehehe)

Melhores filmes espanhóis “descobertos”:Amanece_quenoes_poco_1_c_filmoteca.jpg_1306973099
Amanece que no es poco (Dir. José Luis Cuerda)
Plácido (Dir. Luis García Berlanga)
El mundo sigue (Dir. Fernando Fernán Gómez)
La mitad del cielo (Dir. Manuel Gutiérrez Aragón)
El baile (Dir. Edgar Neville)

Melhores séries:
Mr. Robot (1a. temporada)Mr
The Affair (1a. e 2a. temporadas – ótimas!)
Cuéntame cómo pasó (série espanhola que já tem uns 20 anos, mas que conta a vida de uma família e tendo como pano de fundo a história política e cultural da Espanha – recomendo demais!)
The Big Bang Theory (qualquer temporada – nunca falha!)
The Knick (2a. temporada)

Melhores shows:
Jorge Drexler (Sala Riviera/Madri – 06/03/2015)
Melodie Gardot (Madgarden/Madri – 25/07/2015)Jorge Drexler
Mahmed (Festival do Sol/Natal – 07/11/2015)
Yann Tiersen (Madgarden/Madri – 23/07/2015)
Paulinho da Viola (Teatro Riachuelo/Natal – 1/11/2015)

Melhores exposições:
Vogue like a painting (Museu Thyssen Bornemisza/Madrid)
Evandro Teixeira (Museu de Arte do Rio/Rio de Janeiro)
Enrique Meneses: la vida de un reportero (Canal Isabel II/Madrid)
Castelo Rá-Tim-Bum (Centro Cultural Banco do Brasil/Rio de Janeiro)
Vistas Lumière (Centro Cultural Correios/Rio de Janeiro)